"O tempo e espaço podem separar duas pessoas, mas nunca dois seres".-- Fábio Ibrahim El Khoury

Facebook

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Pensamentos x Realidade: Você está preparado?

Um texto para uma ótima reflexão.




Você estaria moralmente preparado para viver em uma sociedade onde todo mundo a sua volta tivesse acesso aos seus pensamentos? A maior parte dos nossos pensamentos, na maioria das pessoas, diz respeito à pré-julgamentos que fazemos sobre as pessoas os quais são recheados de preconceitos e geralmente sobre uma base emocional de baixíssima vibração. Outra grande parte dos nossos pensamentos revela o quanto nos preocupamos em mostrar externamente aquilo que não somos internamente simplesmente para agradar à sociedade em que vivemos. Na verdade, costumamos mentir o tempo todo. Tudo isso seria bastante constrangedor, você não acha? Agora, se nós nos dedicássemos mais ao nosso autoconhecimento, nossa mente estaria bem mais povoada com pensamentos muito mais interessantes e agradáveis à observação dos nossos circunstantes. Seríamos mais verdadeiros, honestos e transparentes. Olha aí pessoal, essa nova sociedade planetária não seria tão utópica assim como muita gente pensa não, ela está muito mais próxima do que possamos imaginar. Faça já a sua autoanálise e verifique quais as suas condições éticas para viver harmoniosamente nesse novo mundo. Não se esqueça, a sua verdadeira qualidade ética está na qualidade dos seus pensamentos e não na imagem que você apresenta externamente. Nós, na verdade, somos o que pensamos e tudo será exposto escancaradamente aos nossos irmãos. Já não poderemos mais esconder as nossas verdadeiras identidades e intenções. Fiquem atentos meus amigos, as coisas vão mudar para muito melhor, mas esse melhor somente estará reservado para os melhores de nós. Busquem conhecimento de qualidade, busquem a verdade, somente ela pode nos libertar.


Autoria: José De Arimatéia Prado
Sugestão/Colaboração: Cristina Francez
(29/12/2011)
Texto na íntegra



Fonte: blog do fabio ibrahim



.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Consciência e Saúde: O Milagre de Gerson



O Milagre de Gerson - The Gerson Miracle (cura câncer)


Para ver direto no vimeo - link: http://vimeo.com/34232053


O Milagre de Gerson - The Gerson Miracle (cura câncer)

O Milagre de Gerson - The Gerson Miracle (2004)
(Canadá, 2004, Direção: Stephan H. Kroschel)

Imperdível!
Se você tem ou conhece alguém que tenha Câncer não vai poder perder esse filme!

Terapia do médico Max Gerson através do filme Gerson's Miracle, que é considerada por muitos o tratamento mais efetivo contra o Câncer.
O tratamento ataca o câncer baseando-se na NUTRIÇÃO, tendo uma enorme porcentagem dos seus pacientes totalmente curados, sem quimioterapia, sem radiação, sem cirurgia, sem náusea e sem perder cabelos.

Além disso o filme mostra com detalhes, os processos de se extrair dos alimentos os nutrientes necessários para o tratamento bem como os procedimentos de se fazer a desintoxicação dos elementos químicos nocivos acumulados durante a nossa vida.
O documentário também é um manual prático das coisas principais que devemos comer e aquelas que devemos evitar.

Apesar de não ser divulgada pela mídia comercial, a Terapia de Gerson curou dezenas de milhares de pacientes de Câncer, bem como diabetes e muitas outras doenças. Para os que já não acreditam nessa mídia, torna-se muito mais fácil acreditar nesse tratamento.

Visite também www.gerson.org



.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Música Popular examina a reencarnação e a redescoberta da missão da alma imortal

Texto copiando na íntegra - publicado no site Filosofia Esotérica
Fonte: filosofia esoterica



Como Diria Blavatsky

Música Popular Examina a Reencarnação
E a Redescoberta da Missão da Alma Imortal
Jorge Vercillo
 
 

Capa do CD de Vercillo “Como Diria Blavatsky”
 
000000000000000000000000000000000000000

Reproduzimos aqui, em primeiro lugar, trecho de uma entrevista do
cantor  Jorge Vercillo, publicada no blog http://jorge-vercillo.blogspot.com.

Em seguida, publicamos a letra da música “Como Diria Blavatsky”.
Finalmente, indicamos o link direto para ouvir a música.
A canção de Vercillo exemplifica o fato de que a música e a poesia
são instrumentos de expressão da sabedoria universal.  “Como Diria
Blavatsky” examina o processo de reencarnação de uma alma cuja

meta é cumprir uma missão altruísta. Ao nascer, perde-se a visão
da tarefa elevada. É mais tarde, quando nos deparamos com a nossa
fonte de inspiração superior, que resgatamos a sabedoria eterna e lembramos
“do tempo em que entendíamos que somos seres imortais”. A canção conclui
com otimismo, lembrando que podemos ter confiança: “Há tempo pra tudo”.  
(C. C. A.)

000000000000000000000000000000000000000

  
1.Trecho de Entrevista com Jorge Vercillo

Com mais de 1,5 milhão de CD´s e DVDs vendidos em mais de 15 anos de carreira, o cantor Jorge Vercillo, volta às paradas e inicia uma nova fase na sua carreira com seu novo CD, "Como Diria Blavatsky". Dessa vez seu novo álbum chega pelo seu próprio selo, Leve, distribuído pela Posto 9/MicroService. Uma referência musical como compositor e cantor, Vercillo diz que está em eterna evolução, como cantor e como ser humano. Vercillo, que já pensou em ser jogador de futebol, paralelamente cantava por bares cariocas aos 15 anos de idade, incentivado por uma tia. Depois de participar de alguns festivais musicais, foi entre 1989 e 1990 que Vercillo foi à Curaçao representar o Brasil em mais um festival, o que terminou atraindo atenção de produtores, até que, finalmente, em 1993 gravou seu primeiro disco, “Encontro das Águas”. Suas músicas caíram no gosto não só do público, como também da Rede Globo, que em várias novelas contou com a participação de diversas músicas suas. Hoje, com selo próprio e uma brilhante carreira que já soma 9 CDs, 3 DVDs e alguns prêmios como 3 Discos de Ouro e 2 indicações ao Grammy Latino, Vercillo iniciou uma nova turnê pelo Brasil e nesse meio tempo conversou com a MENSCH. O resultado você confere nessa gratificante entrevista.

(…)


Seu mais novo trabalho “Como diria Blavatsky”, de onde veio a idéia pro título? 

É um título inspirado numa obra de Helena Blavatsky, filósofa russa que fundou a moderna teosofia. Aonde o termo vem de duas palavras gregas: “Theos” (“Deus”) e “Sophos” (“Sabedoria”). A teosofia é uma forma de se aprofundar na espiritualidade, mas fora dos dogmas de uma religião organizada. E tem tudo a ver com esse meu momento.

Que qualidades você procura preservar como músico e como homem? 

Tudo que tenho estudado sobre filosofia, os princípios básicos da relação com o outro. O real sentido de ser humano, entender e respeitar o próximo. E isso independe de religião. Ser uma pessoa melhor, ser um homem de caráter. Isso vale para o músico e a pessoa que sou.


Para ler a entrevista completa, feita no último trimestre de 2011, clique em:  http://jorge-vercillo.blogspot.com/2011/11/revista-mensch-jorge-vercillo-como.html .]

2. Letra da Música “Como Diria Blavatsky”
Não sei olhar pra mim
Sem ser no espelho
Talvez por que não queira descobrir
De onde vim, quem sou
Mas ao me deparar contigo,
Eu lembro de um tempo

De um tempo em que os humanos
Não escravizavam os animais
De um tempo em que entendíamos
Que somos seres imortais

Do outro lado da Galáxia
Era você o meu mentor
Brincando, assim me preparava
Pro ouro e para dôr dessa missão
Que eu mesmo escolhi

E antes de eu “descer” me avisou:

“.... – Você não vai saber por quê está ali
- Você não vai saber lidar
Com seu poder
- Nem mesmo vai lembrar quem é
Nem de onde vem....”

Mas hoje, de algo em seu olhar
Eu me encontrei
Você me faz lembrar que somos Deuses
Caídos na terceira dimensão

Foi nossa escolha então
E porque não dizer que temos tempo
Pra Tudo (3x)


3. Link para Ouvir “Como Diria Blavatsky”
http://www.radio.uol.com.br/#/letras-e-musicas/jorge-vercillo/como-diria-blavatsky/2510531 .
000000000000000000000000000000000000000
O texto acima foi liberado para publicação em 21 de Dezembro de 2011.

Para ter acesso a um estudo diário da teosofia original, escreva a lutbr@terra.com.br  e pergunte como é possível acompanhar o trabalho do e-grupo SerAtento.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Quem sou?... by Lih Steiner

Quem sou?

Sou a vida de todos os meus ancestrais.
Sou o caráter de todas as minhas vidas.
Sou o respeito à minha natureza primordial.
Sou a virtude desenvolvida por meus inimigos.
Sou o caminhar para a luz motivada por meus ?lhos.
Sou a compaixão inspirada pelo amor de meus amigos.
Sou a disciplina moldada por meu dia-a-dia.
Sou a seriedade do não ser invadida.
Sou a satisfação interior por ter a chance de caminhar.
Sou o conhecimento da ética e o respeito a ela.
Sou a sabedoria in?nita de meu espírito.
Sou a vontade ?rme diante dos obstáculos que me fazem forte.
Sou a aceitação da dor que auxilia na correção de falhas.
Sou a mão estendida para quem solicitar.
Sou a justiça inspirada por seres sagrados.
Sou o prazer pelo trabalho íntegro.
Sou a negação do ócio e o envolvimento com a alegria.
Sou a organização que se faz permear pelo caos.
Sou a proteção da natureza.
Sou a nutrição de corpo e alma, para mim e para quem me cerca.
Sou a percepção que me faz calar.
Sou a respeitosa observação de tudo e todos.
Sou a humildade que inspira novas atitudes.
Sou a persistência que ajuda a ver com clareza.
Sou o afago no momento certo.
Sou o sorriso oferecido incondicionalmente.
Sou a entrega ao instante in?nito.

E posso não ser nada disso se for uma tola!

Lih Steiner



click na imagem para vê-la maior