"O tempo e espaço podem separar duas pessoas, mas nunca dois seres".-- Fábio Ibrahim El Khoury

Facebook

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Despertar: "O caminho de volta"



"Ilustração"


Despertar: "O caminho de volta"
por Fábio Ibrahim El Khoury


Atualmente tenho recebido inúmeros contatos de pessoas fazendo diversos questionamentos, inclusive por suas mudanças de pensamentos e até de opiniões sobre o mundo à sua volta.

Nesse momento em que estamos vivendo, as pessoas estão despertando e isso está incomodando a maioria, fazendo com que busquem informações que nunca antes tiveram interesse ou curiosidade.
 
Esse despertar é incômodo, dolorido e com certeza traz mudanças significativas - mas que de início parece que existe algo no seu corpo, no seu espírito que começa a incomodar ou até machucar. 

Alguns até dirão que isso tudo é cíclico, mas o momento e a energia não se repete.
Como é algo "novo" para a humanidade, não há como profetizar tais sentimentos ou o que vem por aí.

Conflitos, resistências e uma espécie de tortura interna já começa a fazer parte de muitos humanos.
Há quem se sente perdido, desorientado e até abandonado.
 
Tenho certeza que esses são alguns dos sintomas que muitas pessoas tem sentido... até mesmo como se estivessem num labirinto.

Fonte da imagem: NASA

Mudanças no DNA?
Possivelmente!

Para tanto, parece mesmo que a cada manifestação do astro Sol isso vem fazendo sentido dentro de cada ser - mesmo aqueles mais resistentes pelas suas crenças. 

Muitos tem tido sintomas de enjoo, vertigem e uma certa irritação nos períodos em que o Sol emite uma EMC. (EMC = Ejeção de Massa Coronal - busque mais sobre isso)

Se ocorrer um conflito nesse período, é quase certeiro perceber o "pavio curto" das pessoas. 

Parece que quando o Sol se manifesta, há quem começa a se revelar, mostrando o que está oculto dentro delas - principalmente pelas emoções. 


Velho comportamento
O julgamento e muitas outras mesquinharias humanas serão cada vez mais inúteis - trazendo um retardamento e mais desconforto para a compreensão do novo.
 
O velho mundo já está se desmanchando. Ele começa a se tornar cada vez mais inútil - seja no trabalho ou no lazer.
 
Pare um momento e observe! Veja como tudo está rotineiro e que todos parecem meros robôs, repetindo todos os dias, semanas, meses e anos as mesmas coisas.
 
Pare numa praça, observe as pessoas e perceberá que existe muito sofrimento mascarado em forma de lindos óculos, vestimenta moderna e lindos calçados. 

Tal "sofrimento" pode nem ser notado pela pessoa, pois esta está tão engajada em suas ideias e padrões competitivos com excesso de metas, que chega a viver uma falsa felicidade - até mesmo recheada de bens materiais - achando que tais "necessidades" são suas conquistas da felicidade, de uma vida plena e satisfatória, onde não percebe que vive para bancar tais status e luxo, deixando de viver o que de melhor estamos tendo neste momento: O Agora!
 

O processo 
Este processo do despertar não ocorre por uma escolha ou seleção. Isso começa de forma involuntária - independente do desejo da pessoa.
Aos que estão despertando para o novo, existe por dentro um conflito, uma busca, um desespero talvez de querer conhecer algo mais, surreal, além do céu e da terra. Começa uma inquietude, um fervor e angústia de querer encontrar pessoas que possam ter afinidades para este momento. Parece que tudo que viveu antes não teve validade, não existiu!

Seu mundo começa a desmoronar e novas vontades começam a brotar.

Só para ilustrar:  A sensação é como se estivessemos dentro de uma roupa justa e de repente seu corpo começa a inflar a cada instante.

Perguntas, respostas, dúvidas e muito mais, são as colocações iniciais para a quebra de crenças, no véu que vem se desfazendo diante os olhos daqueles que buscam. 

"A confusão é um estado de mudança."
Osho

Aos que ainda não perceberam e que não se abriram ainda para o novo, digo, no sentido de busca interior  - podendo ser devido a sua resistência - fica no velho mundo, na velha forma de pensar e agir, ainda querendo competir com os demais - perdendo a oportunidade de se expandir como Ser, rumo ao que tanto se espera: o caminho de volta para que em harmonia e amor possamos ingressar novamente como Seres Cósmicos o nosso lugar no Universo.
 
 
Seja paciente, compreensível, amável e perdoe. Essas são algumas das ferramentas do amor verdadeiro e mesmo que isso possa ser difícil no momento da prática, saiba que é temporal os conflitos e quando eles ocorrem é porque está mesmo precisando de AMOR - para alavancar a evolução da consciência, da alma, do indivíduo e coletivo.
 
Não há separação. Nunca estivemos sós.
Estamos mudando e o despertar será (já é) sentido no âmago de cada Ser.
Aprecie e deixe fluir...


.
continua...


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário